Putting Favelas on Google Maps

[TO BE TRANSLATED]

Em julho de 2014 o Google, em parceria com o AfroReggae e a JWT, iniciarem o projeto Tá no Mapa que tem como objetivo mapear e dar visibilidade às favelas que não aparecem nos mapas da internet. Mais do que inserir as comunidades no mundo digital e nos mapas oficiais da cidade a projeto também incentiva a promoção da cidadania, o crescimento do mercado local e o acesso a serviços públicos.

O Rio de Janeiro hoje têm mais de mil favelas onde a grande maioria não estava mapeada, ou seja, carteiro não conseguia entregar encomendas, os amigos não sabiam onde você morava, ambulâncias não conseguiram chegar até a ocorrência… mas graças a esse projeto, a realidade das favelas estão mudando.

Como especialista de Google Maps para o mercado Brasileiro, eu fui até o Rio de Janeiro para treinar moradores locais para que eles mesmo pudessem inserir os dados que estão faltando no mapa, afinal nada melhor do que a própria comunidade mapear a comunidade pois são eles conhecem a região mais do que qualquer outro mapeador.

EventoGoogleAfroreggae-4 EventoGoogleAfroreggae-11

Foram duas semanas inesquecíveis de histórias surpreendentes. Subi favelas pacificadas e não-pacificadas, conversei com ex-traficantes e “donos que morros” que hoje atuam como embaixadores do AfroReggae e ajudam na ressocialização das pessoas que querem sair do mundo do crime.

Em 3 meses nós mapeamos a Rocinha, Vidigal e todo o completo de Caju. Foram mais de 150 ruas mapeadas, 2.200 pontos de interesse (lan houses, albergues, mercearias, padarias, peixarias…). Dêem só uma olhada no vídeo!

Fico extremamente orgulho em saber que estou ajudando a mudar um pouco a realidade do meus país e diminuindo o preconceito entre a favela e o “asfalto”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *